Egito diz que vai tranquilizar FMI sobre economia

O Egito vai procurar tranquilizar uma delegação do FMI sobre o estado de sua economia e sobre os planos do governo, na segunda-feira, disse o primeiro-ministro Hisham Kandil, segundo declarações publicadas pela agência de notícias estatal.

Reuters

06 de janeiro de 2013 | 12h57

O governo também vai explicar as razões de o país adiar a conclusão de um acordo para garantir um empréstimo de 4,8 bilhões de dólares do FMI, segundo Kandil.

O governo vai assegurar os funcionários do FMI sobre a "solidez da orientação do governo e da capacidade da economia egípcia se recuperar", disse o primeiro-ministro.

(Reportagem de Tom Perry)

Mais conteúdo sobre:
EGITOTRANQUILIZARFMI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.