Egito transfere estátua de Ramsés para perto das pirâmides

A gigantesca estátua do faraó Ramsés II foi levada de uma praça congestionada no centro da cidade para seu novo lar, perto das Grandes Pirâmides. Empreiteiros retiraram a estátua de 3.200 anos da Praça Ramsés, num esforço para salvá-la da fumaça dos carros e outros danos ambientais que estavam estragando o monumento de 83 toneladas. Curiosos juntaram-se nas ruas ao redor da estátua, que estava acompanhada de um séquito que incluía 1.500 soldados, durante o trecho final da jornada.A viagem levou cerca de 10 horas, entre a Praça Ramsés - lar da estátua desde os anos 50, quando foi retirada de Mênfis - e um local a cerca de dois quilômetros das pirâmides, perto do terreno do futuro Grande Museu do Egito. "Acho que se Ramsés pudesse falar, hoje ele diria ´obrigado por me tirara de lá´", disse o chefe de antiguidades Zahi Hawass, à TV egípcia.Engenheiros construíram uma gaiola em torno da estátua, e dois caminhões a carregaram, em pé, durante a viagem, que envolveu cruzar o Rio Nilo. No novo local, a estátua será restaurada e esperará a construção do museu, que não deverá ser inaugurado antes de cinco anos. Ramsés II foi um rei guerreiro que governou o Egito por 67 anos. Ele morreu em 1225 a.C.

Agencia Estado,

25 de agosto de 2006 | 13h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.