Ela é a cara de Barcelona

    É muito raro um restaurante que tenha qualidades para agradar ao mesmo tempo turistas e fiéis fregueses locais, dois grupos antagônicos no mundo dos comensais. O Caracoles consegue pela autenticidade de suas paellas. Veja também:A melhor receita? Claro que é a minha!Receita de PaellaVanguardista se curva: 'Paella é intocável'Empacotado num espaço irreal de salinhas que se sobrepõem, numa esquina meio suspeita do Barri Xino da velha Barcelona, o Caracoles simula, na sua arquitetura de crescimento de puxadinhos, uma casca de caramujo, vista por dentro. A entrada é pela cozinha quentíssima, em que fogões soltam labaredas e é preciso firmeza para não resvalar no estrado engordurado. Pelas paredes, o alfabeto de celebridades, de Ava (Gardner) a Zsa Zsa (Gabor), atesta em fotos o favoritismo da casa, todo mundo comeu lá: Cocteau, Orson Welles,Tony Blair, Vázquez Montalban e as famílias nos domingos. Não tem estrelas nem figura nos guias mais descolados. Mas quem sabe, visita. Comer ali é confirmar que chegamos à melhor cidade do mundo. E, afinal, paella é uma palavra catalã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.