Elas são boas de farinha e fubá

Maria do Carmo Santos Costa

O Estado de S.Paulo

21 Maio 2009 | 02h23

?Cubu é forte e sustenta?

Dizem que ninguém faz cubu como a Maria do Carmo Santos Costa, a Carmem. Ela sorri de maneira peculiar, com biquinho, e faz um sinal com as mãos negando. Sinceramente não liga para a fama. No último domingo, depois de madrugar na véspera para dar conta de preparar e embalar tanta quitanda, prendeu o lenço branco de crochê no cabelo, cercou-se da família, vendeu suas coisinhas e saiu satisfeita.

Quando moça, a moradora do bairro do Alto dos Alecrins, na simpática São Brás do Suaçuí, cidadela entre Congonhas e São João Del Rei, botava um balaio na cabeça e ia vender frutas em Conselheiro Lafaiete. Desde aquela época, saboreava diariamente o cubu, quitanda que é motivo de alvoroço em outras plagas. "Como é forte e sustenta, a gente se cria comendo cubu". Mas ela não faz só o bolo de fubá e erva-doce. Sua rosquinha amanteigada é uma afronta a todas as roscas com complexo de rapadura. Levemente crocante, dissolve na boca e suscita o pensamento: por que mesmo existem recheios?

Carmem e parte de sua grande família vivem na mesma rua, cada um na sua casa. E quem cuida do imponente fogão a lenha de onde saem suas quitandas é um louro-de-guarda. "Ele é tão mimado que come angu", conta, acrescentando que seus cachorros são metidos e adoram quitandas. Ela estava exultante porque Rosaly Senra, autora de Quitandas de Minas, escolheu uma foto sua para ilustrar o livro, "entre tanta gente grã-fina...". E de novo sorri com o biquinho. Uma xícara de seu café coado e uma rosquinha de amendoim coberta de açúcar furtada do tabuleiro com outras dezenas de rosquinhas que secavam ao sol. Isso, Carmem, é luxo.

REI DAS QUITANDAS

Cubu

25 porções

1h20 minutos

Ingredientes

1kg de fubá; 500g de farinha de trigo; 500g de açúcar; 4 ovos; 1 e ½ litro de coalhada; 250g de gordura de porco; 1 colher (chá) de canela; 1 colher (chá) de cravo moído; 1 colher (chá) de erva-doce; 1 colher (sopa) de sal; 1 colher (sopa) de bicarbonato; folhas de bananeira

Preparo

Em uma vasilha, misture o fubá com a manteiga. Aqueça a gordura em uma panela, adicione parte da erva doce, misture com o fubá Mexa e quando estiver morno junte o açúcar, o sal e a farinha. Amacie, pondo aos poucos, a coalhada, reservando meio copo. Mexa por 10 minutos. Ponha os ovos e misture para incorporar os ovos. Assim que secar, ponha o bicarbonato e a coalhada restante. Coloque um pouco da massa no meio de uma folha de bananeira com a erva doce, a canela e o cravo. Feche, dobrando as duas extremidades da folha, de modo que as pontas fiquem presas. Leve ao forno quente por aproximadamente 30 minutos.

Florips Oliveira Flores Pinto

Minifábrica no sítio

Florips Oliveira Flores Pinto vive em um pequeno paraíso particular nas imediações de Congonhas chamado Bombaça. Se sobe a ladeira, está na horta cercada de limoeiros tão bonitos que lembram os do filme israelense Lemon Tree. Ladeira abaixo, há um moinho construído há anos pelo sogro, de onde ela tira a matéria-prima para suas quitandas.

Nos 300 mil metros do sítio Bombaça, nome que homenageia a antiga moradora, uma abastada fazendeira, vivem Florips, o marido, Roberto, as duas filhas e...uma siriema e um tucano que apareceram por ali e foram acolhidos pela família. "Foi vendendo quitanda que conquistei tudo isso aqui", revela a quitandeira. Tem um sorriso bom.

Florips é uma quitandeira moderninha: tem uma minifábrica em sua casa. Há telas nas portas, pilhas de biscoitos devidamente empacotados, com selo Bombaça. "Gosto de fazer bolos com fubá. Na hora de assar, vem um cheiro! Ninguém merece de tão bom". A artesã-industrial inventou um cremoso bolo-pudim de mandioca. "Em matéria nutricional é ótimo. Perfeito para fazer quando aparece alguém de surpresa". Como nós? "Não, eu senti que vinham. Acordei e pedi ao pessoal ?arrumem a casa, teremos visita?."

PUDIM CREMOSO

Bolo de mandioca

15 porções

30 minutos

Ingredientes

500g de mandioca cozida; 50g de manteiga; 200g de açúcar; 15g de fermento químico; 4 ovos; 50g de coco ralado; calda de açúcar em ponto de caramelo (1 copo de açúcar para 1 copo de água)

Preparo

Bata a mandioca, o açúcar, o pó e a manteiga no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Acrescente o fermento e misture. Coloque parte do coco por cima. Despeje em um refratário enquanto prepara a calda de açúcar. Deixe no forno por cerca de 15 minutos (ou até dourar). Depois, jogue por cima o coco restante e finalize com a calda de açúcar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.