Eleição em Mianmar terá 'guerra de logotipos'

Preparando-se para a eleição de domingo em Mianmar, apenas a terceira no país em 50 anos, o partido da líder oposicionista Aung San Suu Kyi se depara com um desafio que parece contraditório com o reconhecimento global dela e com a sua longa luta pela democracia: o reconhecimento da sua marca.

ANDREW R.C. MARSHALL, REUTERS

30 Março 2012 | 12h22

"Estou preocupada de que algumas pessoas pensem que isso representa o nosso partido", disse a médica May Win Myint, candidata da Liga Nacional pela Democracia (LND, de Suu Kyi), apontando o logotipo da rival Força Nacional Democrática (FND), partido criado por ex-integrantes da LND.

O elemento dominante do logotipo é o tradicional chapéu de bambu usado por agricultores birmaneses, e amplamente associado aos partidários de Suu Kyi.

Win Myint, que foi uma das mulheres a passar mais tempo como presa política em Mianmar, também precisa lidar com a confusão gerada por outro agrupamento rival, o Novo Partido da Democracia Nacional, cujo logotipo tem três chapéus de bambu, em vez de um.

A eleição de domingo, que definirá apenas 45 das mais de mil vagas do Parlamento nacional, é mais do que um teste para as incipientes credenciais birmanesas. Ela também sugere que um vibrante ambiente político está se formando na antiga Birmânia, onde um governo semicivil tomou posse no ano passado, iniciando reformas e reduzindo o isolamento do país.

O logotipo do partido de Suu Kyi mostra um pavão amarelo em posição de ataque e uma estrela branca sobre um fundo vermelho. Durante décadas de regime militar, exibir ou mesmo possuir a bandeira da LND poderia resultar em intimidações ou prisão.

Mas, desde o fim da prisão domiciliar de Suu Kyi, em novembro de 2010, a bandeira da LND tem sido exibida com crescente confiança. Durante a campanha nacional da Nobel da Paz, dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas com camisetas onde se via o pavão briguento.

Outros partidos têm logotipos e nomes semelhantes.

O símbolo do Partido Nacional Democrático Mon também mostra, à primeira vista, um pavão amarelo sobre fundo vermelho, embora na verdade se trate de uma ave mítica chamada "hintha".

A LND também não é o único partido a ter estrelas em seu símbolo -oito outros possuem pelo menos uma. O Partido Democrático (Mianmar) também se identifica com estrelas e um pavão.

Dos 17 partidos que disputam a eleição, nove tem as palavras "democracia" ou "democrático" no nome; oito incluem a palavra "nacional".

Mais conteúdo sobre:
MIANMARELEICAOLOGOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.