Eleitores americanos dão início à primária de New Hampshire

Prévia põe à prova candidatura de Hillary Clinton; votação é crucial para definir quem continuará na disputa

Agências internacionais, BBC

08 de janeiro de 2008 | 09h25

Os eleitores do Estado americano de New Hampshire começaram a votar nesta terça-feira, 7, para eleger os delegados encarregados de escolher os candidatos que disputarão as eleições presidenciais americanas em 4 de novembro. Entre os democratas, Hillary Clinton corre o risco de ver seu favoritismo definitivamente sepultado pela "onda" Barack Obama.   Veja também: Derrota pode enterrar pretensão de HillaryMcCain aposta em New Hampshire Obama ultrapassa Hillary em New Hampshire Obama: jovens garantiram vitória Patrícia: o príncipe e a desolação branca Cobertura completa das eleições nos EUA Conheça os pré-candidatos     A primária de New Hampshire é considerada fundamental para as chances da candidata democrata Hillary Clinton de continuar na disputa. Hillary amargou um terceiro lugar no caucus de Iowa, na semana passada, chegando atrás dos senadores Barack Obama e John Edwards.   A pequena localidade montanhosa de Dixville Notch abriu a votação do Estado, logo depois de 0h, como ocorre rotineiramente desde 1960 - um evento mais midiático do que um acontecimento cívico. Os poucos moradores votaram em uma sala repleta de câmaras. Obama recebeu sete dos 10 votos democratas, seguido pelo ex-senador John Edwards (2 votos) e pelo governador do Novo México, Bill Richardson (1 voto). Entre os republicanos, houve sete votos: para McCain (4), Romney (2) e o ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani (1).   A senadora e ex-primeira-dama chega à primária democrata de New Hampshire em uma situação parecida com a de seu marido Bill Clinton em 1992: esperando uma volta por cima, depois de um mau começo em Iowa. Há 16 anos, Clinton conseguiu se recuperar do fracasso de Iowa, chegando em segundo lugar em New Hampshire e pavimentando a arrancada para a indicação democrata.   Pesquisas de opinião, no entanto, indicam que Obama abriu uma vantagem de dez pontos sobre a sua principal rival e é o favorito entre os democratas para vencer a primária em New Hampshire. As urnas de New Hampshire serão fechadas às 20h (23h, horário de Brasília), e os resultados devem começar a sair rapidamente. As autoridades eleitorais prevêem um comparecimento recorde.   Disputa republicana   Do lado republicano, o senador John McCain, do Estado do Arizona, dá sinais de que está em vias de repetir o feito de oito anos atrás, quando superou George W. Bush e venceu a prévia do Partido Republicano no Estado. Pesquisas sugerem que o veterano político de 71 anos está à frente de seu principal opositor, o ex-governador Mitt Romney. Em Iowa, McCain chegou em quarto, atrás de Mike Huckabee, Mitt Romney e Fred Thompson.   A temporada das primárias começa em janeiro e dura até junho. Pelo sistema eleitoral norte-americano, cada Estado realiza prévias para escolher o candidato de cada partido para as eleições de novembro, que definirão o substituto do presidente George W. Bush. Esta é a disputa presidencial mais acirrada em ambos os partidos dos EUA nos últimos 50 anos, com a particularidade de que nem o atual presidente nem seu vice são candidatos, como é habitual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.