Em busca da reeleição, atual prefeito de Fortaleza lidera em primeira pesquisa Ibope

Roberto Cláudio (PDT) tem 29% das intenções de voto, seguido pelo Capitão Wagner (PR), que aparece com 21%

Carmen Pompeu, Especial para O Estado

23 Agosto 2016 | 14h55

FORTALEZA - Na primeira pesquisa Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Fortaleza, o atual prefeito Roberto Cláudio (PDT), que tenta a reeleição, lidera com 29%. Em seguida, aparecem disputando a outra vaga de um eventual segundo turno Capitão Wagner (PR) com 21%, e Luizianne Lins (PT), com 18%.

Heitor Férrer (PSB) tem 9%; Ronaldo Martins (PRB), 4%; e João Alfredo (PSOL), 2%; Francisco Gonzaga (PSTU) e Tin Gomes (PHS) estão com 1%, cada. Branco/Nulo somam 10% e não sabe/não respondeu, 5%.

O levantamento foi feito pelo Ibope em parceria com a TV Verdes Mares, entre os dias 18 e 21 deste mês. Foram ouvidos 805 eleitores. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) com número CE-00908/2016. O nível de confiança é de 95%.

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, em que os entrevistados são perguntados sobre a intenção de voto sem a apresentação dos nomes dos possíveis candidatos, 37% declararam não saber em quem votar, enquanto 19% declaram que pretendem votar em branco ou anular o voto.

Roberto Cláudio é mencionado espontaneamente por 21% dos fortalezenses. Capitão Wagner por 9%; Luizianne Lins, 8%; Heitor Férrer, 3%; João Alfredo e Ronaldo Martins têm, cada um, 1%. Os demais candidatos somam 1%. Brancos e nulos, 19%.

Rejeição. O Ibope ouviu também em que candidato os eleitores não votariam. Luizianne Lins tem 44% de rejeição; Roberto Cláudio tem 35%; Tin Gomes, 25%; Francisco Gonzaga, 24%; João Alfredo, 23%; Capitão Wagner, 20%; Ronaldo Martins, 18%; Heitor Férrer, 17%. Um porcento dos eleitores afirmam que votariam em todos os candidatos. Não sabem ou não responderam somam 8%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.