Em carta inédita, Pio XII faz súplica a Roosevelt

Em carta datada de 30 de agosto de 1943, o papa Pio XII pediu ao presidente dos EUA, Franklin D. Roosevelt, que evite bombardear a Itália, durante a 2.ª Guerra. A correspondência só foi publicada agora, no catálogo de uma exposição sobre os 90 anos de presença em Roma da ordem religiosa Cavaleiros de Colombo.

CIDADE DO VATICANO, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2010 | 00h00

A carta, apresentada na mostra inaugurada ontem nos Museus Capitolinos, foi escrita pouco depois do primeiro bombardeio de Roma e do desembarque dos Aliados na Sicília. Na ocasião, 3 mil pessoas morreram e 11 mil ficaram feridas apenas na capital italiana, após o ataque de cerca de 200 bombardeiros.

Em tom de súplica, Pio XII diz a Roosevelt que o país não possui "os meios necessários para se defender" e afirma que se a Itália "ainda se vir obrigada a suportar os golpes devastadores contra os quais está praticamente indefesa, desejamos e rezamos para que os chefes militares façam o possível para poupar os civis inocentes, em particular as igrejas e instituições religiosas".

"Já temos de suportar com profunda dor e pesar essas imagens muito evidentes das ruínas das cidades italianas mais importantes e populosas", completa o líder da Igreja Católica. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.