Em cena

Hey

Chris Mello, chris.mello@grupoestado.com.br, O Estadao de S.Paulo

26 de novembro de 2009 | 00h00

Esquentando termômetro para Copenhagen, na Matilha Cultural tem o II Encontro Sobre Mudanças Climáticas. Eduardo Jorge e Xico Graziano explicam como Governo pretendem reduzir em 30% emissão de gases até 2012. Hugo França faz forfait de design com Gabriel Nehemy, Guto Lacaz mais turma em seu ateliê.

Mais

A passagem da turma do AC/DC pelo Brasil será tipo "oi-bj-me-liga". Chegam para o show amanhã no Morumbi - que terá no palco uma locomotiva de 6 t e, sobre ela, uma mulher inflável - e partem do Estádio para a Argentina. James Murphy está na cidade. Toca em festa secreta da Smirnoff.

E mais

As fotógrafas Aninha Mesquita e Bia Caldeira e Vanessa Pedote formaram o grupo As Três Meninas para mostrar arte com bossa. Estréiam com a expo Amor, Por Favor, no MyNY, dia 29.

Espelho, espelho meu

Em comemoração a seus 50 anos, a Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio fará uma xtravaganza, um gigantesco brainstorm, entre atuais importantes psicanalistas, como o presidente da International Psychoanalitical Association, Charles Hanly, que regula mundialmente as sociedades de psicanálise, o italiano Stefano Bolognini E a francesa Haydée Faimberg - no fim de semana para demarcar alguns quilômetros no... caminho da psicanálise contemporânea - diversa em teorias e clínica, e cada vez mais inter-relacionada com outras disciplinas de conhecimento humano. Uma parcela dos doutores entende que a diversificação fatalmente levará à perda de referência do conceito do inconsciente e da noção de transferência; outros veem riqueza no processo. Independentemente do ponto de vista, a persona desenhada há 100 anos por Freud não é a mesma devido aos novos tempos. "O homem do século 21 é o Narciso, voltado para si", afirma o presidente da SBPRJ, Pedro Gomes. Está aí, atrapalhado, fragilizado, nas academias de ginástica, clínicas de beleza, obcecado pela perfeição. O resgate do self, a cura, está, segundo Gomes, em... terapia, terapia, terapia mais terapia.

A terapia em questão não é a de distanciamento entre médico e paciente, mas uma terapia em que é criada uma relação íntima entre ambos, para que as questões a serem consertadas apareçam nas entrelinhas. E não na análise do passado.

E a era do Narciso é também a era do Rivotril. A droga, tarja preta, R$ 8, é a mais vendida no País. Em 2008, foram 14 milhões de caixas - o que se imagina, segundo pesquisa feita pela São Paulo Megacity, uma parceria entre o HC e a OMS, que a atual população vive num sofrimento psíquico que tende a aumentar em ritmos alarmantes. Rivotril vicia. E em menos de 30 dias. Leva à perda do sono - e, pior mascara dores que têm de ser... vividas para serem superadas. "Ansiedade e angústia são inerentes ao ser humano. Precisamos delas para se desenvolver", diz o dr. Gomes.

CANTA DE NOVO, DIANNE - A diva Dianne Reeves se apresenta domingo no Parque da Independência no fest Telefônica Open Air, organizado por Zuza Homem de Mello. A artista do Blue Note, que detona nos improvisos de R&B e Jazz, ganhou três Gramy"s consecutivos e um quarto pela trilha do longa Boa Noite Boa Sorte, dirigido por George Clooney. Reeves falou ao Estado.

Fazer a trilha de Boa Noite Boa Sorte e a conexão com Clooney fizeram diferença no público de seus shows?

Oh, sim, totalmente! O filme trouxe automaticamente um novo público, que não me conhecia. Antes eu não existia, a não ser para o público do jazz, agora existo.

E o que vai apresentar em São Paulo?

Desta vez, por ser um festival aberto, vou cantar musicas de álbuns mais antigos, que o público conheça.

Me diga... como a crise financeira afetou a cena musical?

As pessoas estão mais seletivas na escolha dos shows a que vão. Me sinto muito afortunada por ser escolhida.

Se você não fosse cantora de Jazz, o que seria?

Jazz é a minha fundação, mas... antropóloga, eu amo antropologia.

Qual conselho você pode dar a uma jovem cantora? E quem são as cantoras devemos ficar de olho?

O mais importante é se achar na sua voz para que já nas primeiras duas notas te reconheçam. Das cantoras novas, fiquem de olho na Lizz Waght e na Sperenza Spalding.

Luciano Huck fará diferente este ano para arrecadar fundos para o Instituto Criar - que tem 70% dos 700 jovens capacitados trabalhando no mercado audiovisual. Em vez de leilão, dia 8, fará no Unique um festão com Seu Jorge cantando Michael Jackson. Doações poderão ser feitas com cartão de crédito.

Bom, o olho de Dionísio Neto. Chamou Glória Coelho para desenhar o figurino de Seios, texto de Walcyr Carrasco escrito para o seu Inflamável.

Por trabalhos no Capão e Jardim Ângela, o Instituto Rukha, de Marcos Moraes, foi selecionado pelo Fundo Municipal da Criança e do Adolescente para ter direito a receber recursos, provenientes de dedução de I.R. de PF e PJ.

Gozar com a cabeça, Adoro ficar menstruada são alguns textos de Íntima Desordem, livro no qual Mara Gabrilli conta sua história. Lança dia 1º - e promete assinar as dedicatórias com a boca.

Duas fashionistas; duas Elisas - e estilos diferentes. "Estilo + estilo em dose infinita", assim explica Elisa Stecca a sua união com Chanan para abrir um espaço que resgata o mood de boutique - de onde a mulher sai pronta dos pés à cabeça. Terá roupas de Chanan, bijoux de Stecca e as duas fazendo consultoria de estilo, palestras e desfiles.

A gênese de Salgado

Há três anos Sebastião Salgado não fazia uma individual no País. Gigi Basto e Carolina Dias Leite abrem a carioca Galeria Tempo, que detém o passe de Tião, para mostrar um best of de fotos. Só que Salgado decidiu não mostrar cara ou se comprometer até 2012. Está na Geórgia do Sul fazendo a série Gênesis: "Este trabalho foi concebido como busca da natureza no seu estado original." Sebastião é um economista apaixonado pela natureza e, desde os 90"s, trabalha com a mulher, Lélia, em ações de recuperação da Mata Atlântica. Transformaram uma propriedade em Reserva Particular do Patrimônio Natural e criaram o Instituto Terra, que desenvolve ações ambientais. O hiato de relação com público faz sentido: quer estar livre para pegar um avião, caso seja avisado de situações ímpares. Disciplina leva o homem à frente - e isso é ponto pacífico. Gênesis vai virar livro, patrocinado pela Vale. Difícil às vezes é compreender os quês da arte. Como podem custar meros U$ 7 mil fotos do mais importante foto-documentarista do mundo? "Não são decorativas; mas é o top"", diz um galerista.

CASA DE CRIADORES - Começou com um Fashion Mob, com parada da banda Alloyha Copacabana - desta vez com bateria de verdade e muita gritaria de Rick Castro e Vanessa Monteiro - a Casa de Criadores, que arrastou a pé e em bicicletas fashionistas como Dudu Bertholini e Cecília do Arouche ao Parque da Luz. Na estreia do evento, o rei da casa de Criadores, Walério Araújo, mostra um look.

O Besouro, de João Daniel Tikomiroff, está causando. Capoeiristas de Curitiba farão uma manifestação em protesto ao fato de o filme não ter estreado no Paraná. Querem pressionar a distribuidora. O manifesto por Besouro acontecerá hoje, às 20 h, no Super Muffato do Portão.

A Academia Paulista de Letras faz 100 anos amanhã - e o marco do centenário será a abertura da entidade, antes fechadíssima, para jovens e estudantes. A sede, no Largo do Arouche, está sendo revitalizada.

Quando moravam em Paris, estagiando no Palais Royal com Patrick Le Clec"h, no Villa Lys, Four Seasons e Georges V, Gil Carvalhosa Leite e Chico Ferreira viram que a pegada certa seria abrir em Sampa uma brasserie. Mas não uma clássica e, sim, boêmia. Dia 8, terminam de arrumar a "casa". Ferreira é o chef; Carvalhosa vai cuidar do salão do Le Jazz. ''Serei o maître", brinca Gil. Onde? Na Rua Pinheiros, 254.

A Euro RSCG está replugando a 4D, agência digital desativada em 2007. Ricardo Monteiro, presidente do grupo para a América Latina, importa de NY Vinicius Reis, ex-Lowe, para presidir a agência.

O chef Cassio Machado "strikes again" - e com dois gastro-business. Um cabaré com a designer Pink Wainer e o irreverente escritor Xico Sá: "Será ambientado pela Pink, inspirada numa foto do filho, João" Relembrando tempos do Cha Cha Cha, vai ser babado: shows burlescos, de travas e boa música no lugar do extinto Balneário das Pedras. O outro é boteco: "Chega de boteco de Carioca em SP!", protesta. Guga Mattos, do DRY, comprou a idéia e está finalizando o Farofa Paulista - onde a cozinha é de ba. Terá uma "laje". Quer dizer... um jardim, com chaises para esticadas pós-almoço.

COLABORAÇÃO: SILVIA CRESPI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.