Em disputa, o título de dono da bola

Os badalados Cristiano Ronaldo, Kaká e Messi largam com amplo favoritismo

, O Estadao de S.Paulo

29 de janeiro de 2010 | 00h00

Inevitável. Em junho, o mundo estará de olho num trio de astros latinos que agora brilha na Espanha, apesar de nenhum ser súdito do rei Juan Carlos. O brasileiro Kaká (Real Madrid), o português Cristiano Ronaldo (Real Madrid) e o argentino Messi (Barcelona) carregarão, nos campos da África do Sul, a responsabilidade de comandar suas respectivas seleções e de justificar a escolha de melhores do planeta nas três últimas temporadas.

A tarefa é árdua, porque seus países já tiveram astros que se destacaram em Copas. Se o critério for participação e conquistas, o peso maior vai para Kaká, 27 anos e o mais velho dos três. Pairam sobre ele as sombras de Pelé, Garrincha, Tostão, Jairzinho, Romário, Rivaldo e Ronaldo, que fazem parte da galeria de superastros na campanha dos títulos de 1958, 62, 70, 94 e 2002.

A missão de Messi, o mais jovem, é honrar Passarella, Kempes, Valdano e outros heróis do bi de 1978 e 86. Mas sobretudo o incomparável Diego Maradona, a estrela maior e hoje também seu chefe. Cristiano desfilará nos campos africanos com as bênçãos de Eusébio, artilheiro de Portugal na Copa da Inglaterra, em 1966. Na teoria, ele tem a camisa que "pesa" menos, pois as seleções argentina e brasileira invariavelmente desembarcam no torneio apontadas como fortes candidatas à taça.

Os três são ricos, famosos, respeitados. A expectativa em torno deles se justifica também pela forma como encaram a profissão. Kaká talvez tenha o estilo o mais "europeu", pelo pragmatismo do seu jogo. Messi, o mais habilidoso e imprevisível. Cristiano tem o atrevimento como maior característica - é abusado "à brasileira". Um fato não se discute: com eles a Copa fica mais elegante.

ATREVIDO

C. Ronaldo

Atacante

Idade: 24 anos (5/2/1985)

Participação em Copas:

Alemanha/2006

Clube: Real Madrid

Prêmio: eleito melhor

jogador do mundo pela Fifa em 2008

Pontos fortes:

altura (1,86m), domínio de bola, arranque, criatividade, potência e precisão em finalizações

Pontos fracos:

Individualismo e tendência a se alterar em campo

COMPLETO

Kaká

Meio-campista

Idade: 27 anos

(22/04/1982)

Participação em Copas:

Coreia e Japão/2002

Alemanha/2006

Clube: Real Madrid

Prêmio: melhor jogador do mundo em 2007

Pontos fortes:

é o mais experiente, com duas Copas no currículo e um título em 2002. Tem visão de jogo, determinação, inteligência na armação de jogadas, capacidade de abrir espaços, espírito coletivo, velocidade e chute calibrado

Pontos fracos:

não é considerado bom driblador e tem dificuldade nos cabeceios

BRILHANTE

Messi

Meia-atacante

Idade:22 anos

(24/6/1987)

Participação em Copas:

Alemanha/2006

Clube: Barcelona

Prêmio: eleito melhor jogador do mundo em 2009

Pontos fortes:

ofensividade, movimentação, criatividade, magnetismo com a bola, excepcional habilidade - mesmo em alta velocidade -, qualidade em bolas paradas e finalizações Precisas

Pontos fracos:

ainda não mostrou o melhor de seu futebol jogando pela seleção e fica em desvantagem na hora de cabecear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.