Em Nova York, rabino é condenado a 32 anos de prisão

Um rabino foi sentenciado a 32 anos de prisão em Nova York por ter abusado sexualmente de um jovem de 16 anos. Baruch Lebovits, de 59 anos, respondia por oito episódios de abuso contra o menor, cometidos nos anos de 2004 e 2005.

Afp, O Estado de S.Paulo

13 Abril 2010 | 00h00

Lebovits, também investigado por outras duas denúncias de abuso sexual, recebeu a pena máxima e deve ficar atrás das grades por pelo menos 10 anos e 8 meses - só a partir de então o rabino poderá pleitear liberdade condicional, informou em nota o fiscal de distrito Charles Hynes.

Segundo a nota, Lebovits, além de rabino, é um "proeminente empresário no bairro Borough Park, no Brooklyn, onde reside o adolescente." /

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.