Em Rio Claro, novidade é a fruta em gomo

Variedade tem sido cultivada com sucesso na cidade, entre as linhas de um seringal, garantindo renda extra

Rose Mary de Souza, O Estado de S.Paulo

14 Janeiro 2009 | 02h31

.Longe de Guaraçaí, em Rio Claro (SP), outra variedade de abacaxi, o IAC gomo-de-mel, também está se destacando, mas entre as linhas dos seringais. A ideia do consórcio de culturas partiu dos técnicos agrícolas Luis Antônio Murbach e Cristiano Silva. Além de prestarem assistência em propriedades da região, eles administram negócio próprio: cultivar e formar mudas desta variedade de abacaxi. Veja também:Abacaxi paulista será certificadoFruticultores na Alemanha O abacaxi tem porte pequeno e um ciclo de 19 meses, curtíssimo se comparado ao da seringueira, que produzirá látex a partir do sétimo ano. "Neste intervalo o solo ao redor da seringueira pode ser aproveitado para produzir mais uma cultura", diz Murbach."O abacaxi pode ser cultivado entre as linhas do seringal por até cinco anos", continua Silva. Após essa fase, a árvore fica robusta e seus ramos e folhas sombreiam o solo, tornando inviável o cultivo da fruta. A vantagem, dizem, é que até o seringal produzir o abacaxizal vira uma fonte extra de renda.Para Murbach, o consorciamento só traz vantagens. "Imagine um produtor ficar meses e até anos dependente de uma única cultura?" Em 2005 as primeiras 25 mil mudas de gomo-de-mel foram plantadas em 1 hectare, acompanhando as linhas do seringal. Hoje o plantio quadruplicou: são 100 mil plantas, em 4 hectares. No próximo ano, o cultivo deve chegar a 150 mil plantas. Após a colheita, cada pé produz no mínimo cinco filhas, que se transformarão em mudas. A colheita pode ser feita o ano todo, mas o auge da safra vai de setembro a abril.EscalonamentoNesta fase a produção no sítio, a cada 20 dias, é de 6 mil a 7 mil frutos. Para distribuir a colheita o ano todo, os produtores fazem o escalonamento do plantio em lotes. A indução floral fica para o inverno. "Temos canteiros ainda em botão de flor e outros com abacaxi já amarelando", conta Murbach. Do fim de novembro a começo de dezembro a unidade do gomo-de-mel foi vendida por R$ 2,50 a R$ 3, para um custo de produção de R$ 0,70. Uma outra fonte de renda é a venda de mudas, a R$ 1 cada.O abacaxi IAC gomo-de-mel surgiu de um cruzamento natural e foi sendo multiplicado pelo engenheiro agrônomo Ademar Spinorello, no Instituto Agronômico (IAC-Apta), em Campinas (SP). A variedade foi lançada em 1999.A planta, de pequeno porte, dá fruto com peso inferior a 1,2 quilo. Além do sabor doce-açucarado, do menor teor de acidez e da polpa bem amarela e macia, o diferencial é um abacaxi que pode ser consumido em gomos, que se soltam sem a necessidade de descascar o fruto. INFORMAÇÕES:Luis Antônio Murbach,tel. (0--19) 9649-9655

Mais conteúdo sobre:
abacaxigomofruticultura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.