Em SP, 1,3 mil postos terão vacinação contra sarampo

As vacinas contra a paralisia infantil e o sarampo poderão ser encontradas em 1.300 postos de atendimento espalhados por São Paulo amanhã, informa a Prefeitura. Todas as crianças menores de cinco anos devem receber as duas gotinhas contra a paralisia infantil ou poliomielite, mesmo que já tenham sido vacinadas.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

17 Junho 2011 | 21h03

Já a tríplice viral - contra sarampo, caxumba e rubéola - deve ser aplicada em todas as crianças entre um ano e menores de sete, mesmo as que já tenham contraído as doenças ou tiverem tomado a vacina.

Contra a pólio, a meta é vacinar, em apenas um dia, no mínimo 95% ou 837,5 mil crianças das mais de 880 mil dessa faixa etária que vivem na cidade de São Paulo. Para combater o sarampo, o objetivo é vacinar cerca de 850 mil crianças.

A vacina do sarampo é recomendada pelo Ministério da Saúde uma vez que o vírus o está circulando em diversos países, como Alemanha, Espanha, França, Estados Unidos, Canadá, Argentina e Chile. Cerca de 160 mil mortes ocorrem a cada ano por sarampo no mundo. A doença é viral, altamente contagiosa e grave. Entre as crianças residentes em países de baixa renda, é uma das principais causas de morte.

Mais conteúdo sobre:
vacinação sarampo SP saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.