Em SP, 50 mil devem pedir cidadania espanhola

Medida foi proposta para reparar o sofrimento de imigrantes vindos da Espanha

Da Redação, Agência Estado

07 Janeiro 2009 | 08h51

Brasileiros netos de espanhóis podem solicitar a cidadania espanhola independentemente da idade ou de ter vivido na Espanha. Desde o dia 29 de dezembro, consulados atendem os descendentes interessados. Apenas em São Paulo, onde vive a maior parte da comunidade espanhola do País, o órgão espera receber 50 mil netos em busca da cidadania. A Lei da Memória Histórica, aprovada pelo governo do primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero, em 2007, introduziu a mudança para reparar o sofrimento de imigrantes, não importando se deixaram a Espanha por motivos políticos - Guerra Civil e a ditadura de Franco - ou econômicos. Antes, só netos com menos de 18 anos ou que tivessem residido na Espanha por um ano podiam solicitar a cidadania. Houve prazo de um ano para preparar os consulados para a análise de pedidos.Para fazer o pedido é obrigatório marcar horário nos consulados pela internet. O consulado de São Paulo responde também por Mato Grosso do Sul e Paraná. Há representações no Rio, Salvador e Porto Alegre. O cônsul alerta, no entanto, que há exceções na lei que poderão dificultar a obtenção da cidadania. Até 1978, por exemplo, filhos de mãe espanholas e pais estrangeiros não eram considerados espanhóis. De cerca de 700 pedidos agendados até fevereiro, seis foram concedidos. Não há prazo para a resposta.

Mais conteúdo sobre:
diplomaciaEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.