Em SP, um detento é solto a cada 7 minutos

Em média 6,7 mil homens (94%) e mulheres (6%) deixaram os presídios paulistas por mês, em 2007, sem destino certo - um ex-detento a cada 7 minutos. A reinserção social tem se mostrado ineficaz. Sinal mais evidente é a taxa de reincidência, que chegou a 70%, em média, no País. Em São Paulo, o último Censo, de 2002, apontava reincidência de 58%. Por esse índice, dos 6.700 que deixam o sistema prisional por mês, 3.886 voltarão a ser presos. Há uma semana, o ex-detento Carlos Eduardo Brenner deu um tiro no coração diante das câmeras. Transtornado, ele disse, antes de se matar, que desde que deixou a prisão não conseguia emprego e preferia ?morrer a voltar para a cadeia?. No total, 7.800 ingressam nas prisões de São Paulo todos os meses - subtraindo-se aqueles libertados no período, cerca de 1.100 são adicionados por mês ao já saturado sistema prisional, hoje com déficit de 41 mil vagas. Sem investimentos na recuperação dos egressos, é bem provável que esse círculo vicioso nunca se quebre. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

28 de janeiro de 2008 | 12h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.