Robson Fernandjes/Estadão 
Robson Fernandjes/Estadão 

Em testes, monotrilho na zona leste opera de graça no fim de semana

Primeiro meio de transporte coletivo desse tipo em São Paulo percorre 3 km entre as estações Vila Prudente e Oratório

O Estado de S. Paulo

27 Novembro 2014 | 14h12

 O primeiro monotrilho de São Paulo está na Vila Prudente e já opera em fase inicial. Duas estações estão funcionando para as chamadas 'visitas controladas', que permitem que a população teste as instalações e ande no trem entre as paradas da Vila Prudente e do Oratório nos fins de semana. 

O embarque é gratuito para o público aos sábados e domingos, e acontece das 10h às 15h, sob orientação de funcionários do metrô, detentores da concessão do trecho, hoje com cerca de 3 quilômetros de extensão. O monotrilho pretende atender somente neste percurso mais de 13 mil passageiros quando passar a operar regularmente. A previsão é para que isso ocorra na segunda quinzena de dezembro.  

Sobre a Avenida Luiz Ignácio de Anhaia Mello, o trilho a 15 metros de altura passa por manutenção, ajustes e testes nos outros dias da semana. 

As estações foram inauguradas em 30 de agosto deste ano após quase cinco de obras, segundo a assessoria de imprensa do Metrô. O próximo trecho a ser entregue vai ligar a Vila Prudente à Estação São Mateus, parte da Linha 15 - Prata, rede que também terá conexão facilitada com a Linha 2 - Verde do metrô, com oposto na Vila Madalena, passando pela Avenida Paulista. 

DUAS RODAS

Embaixo da estrutura do monotrilho, o metrô liberou 2,4 km de ciclovias ligadas as estações da Vila Prudente e do Oratório. O plano é que a pista chegue a ligar quase 27 km, passando pelo Ipiranga e pela Cidade Tiradentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.