Dida Sampaio|Estadão
Dida Sampaio|Estadão

Em votação simbólica, Câmara aprova MP da Olimpíada

Medida abre crédito de R$ 80 milhões par ao Ministério dos Esportes

Júlia Lindner, O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2016 | 22h25

BRASÍLIA - Em votação simbólica, os deputados aprovaram nesta segunda-feira, 22, a MP que abre crédito para jogos olímpicos, uma das oito medidas provisórias que trancavam a pauta do plenário. A aprovação da matéria ratificou a abertura de crédito de R$ 80 milhões para o Ministério dos Esportes. A votação é fruto de um acordo entre o governo e líderes da oposição, que aceitaram aprovar três medidas provisórias na noite desta segunda-feira.

O texto original da MP previa a abertura de crédito de R$ 180 milhões para a Presidência da República e do Ministério do Esporte. Desse total, R$ 100 milhões seriam para a Presidência empregar em ações de comunicação institucional e publicidade de utilidade pública, porém a abertura de crédito foi bloqueada por liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), ficando mantida apenas a conversão de crédito para o Ministério.

A análise dos destaques do projeto da renegociação da dívida dos Estados, uma das prioridades do governo do presidente em exercício Michel Temer, foi adiada para amanhã por falta de acordo entre lideranças. A fim de evitar uma derrota no plenário, o governo busca um consenso entre a maioria dos parlamentares, já que a PEC da renegociação da dívida será preciso reunir um quórum qualificado, com pelo menos 257 deputados.

O plano do governo é realizar a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), na manhã desta terça-feira, em sessão no Congresso. Em seguida, seria realizada a votação dos destaques do projeto da renegociação. Durante almoço com os líderes da Casa, Temer pediu um esforço dos deputados para "superar" essa pauta até amanhã. Se preciso, ele destacou que os parlamentares deveriam estender a sessão até a madrugada de quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.