Embaixadores da UE deixam Honduras, diz ministro sueco

O ministro das Relações Exteriores da Suécia, país que preside a União Europeia, informou nesta quinta-feira que todos os embaixadores das 27 nações do bloco saíram de Honduras.

REUTERS

02 Julho 2009 | 12h11

"A incerteza sobre o desdobramento em Honduras continua considerável", disse o ministro das Relações Exteriores sueco, Carl Bildt, em seu blog postado na Internet.

"Todos os embaixadores da União Europeia deixaram o país."

O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, foi deposto por militares no domingo e enviado ao exílio. O golpe provocou uma grave crise política, considerada a pior na América Central desde a invasão do Panamá pelos Estados Unidos há cerca de 20 anos.

(Por Robert Woodward)

Mais conteúdo sobre:
HONDURAS EMBAIXADORES SAEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.