Embraer vê demanda por 530 jatos na África e Oriente Médio em 20 anos

A Embraer prevê que as companhias aéreas da África e do Oriente Médio precisarão de 530 novos aviões de 70 a 130 assentos nos próximos 20 anos, com valor de 25 bilhões de dólares a preços de tabela, segundo comunicado à imprensa nesta quarta-feira.

Reuters

23 Abril 2014 | 10h05

Isso representa cerca de 8 por cento da demanda mundial para o segmento de aviação regional no período, disse a Embraer.

"Estima-se que, das novas entregas esperadas nessas regiões, 65 por cento serão para apoiar o crescimento do mercado, enquanto 35 por cento substituirão aeronaves antigas que serão aposentadas", afirmou a fabricante brasileira.

Mais conteúdo sobre:
AVIACAOEMBRAER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.