Embrapa faz diagnóstico de doença de planta via internet

Serviço abordará as lavouras de milho (já em operação) e, a partir de julho, feijão, soja, trigo e tomate

Luiz Gallo, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2008 | 03h43

A Embrapa Informática Agropecuária disponibiliza, gratuitamente, para o produtor rural, via internet, o diagnóstico a distância de doenças de plantas de lavouras comerciais - por enquanto, milho, e, a partir de julho, feijão, soja, trigo e tomate.Por intermédio do programa Diagnose Virtual, que pode ser acessado no site www.cnptia.embrapa.br, o interessado descreve as características da doença que está afetando o milharal. O programa, então, relaciona essas informações com os dados disponíveis na instituição, além das publicações já existentes na Embrapa, e dá o possível diagnóstico.Segundo a coordenadora do projeto, a pesquisadora Sílvia Maria Fonseca Silveira Massruhá, ''as pessoas não têm muito acesso a informação textual quando falamos de doenças no campo'', diz. ''Essa foi, então, uma oportunidade para ajudar o produtor.''O objetivo da equipe é fazer com que o produtor obtenha o possível diagnóstico da doença com maior rapidez. Assim, a internet, um meio rápido e barato para veicular a informação, foi a escolha da equipe. Outro fator importante é o de difundir os conhecimentos relacionados a várias culturas que a Embrapa pesquisa e ampliar esse conhecimento, geralmente divulgado por meio de publicações.Silvia conta que a nova versão do programa foi elaborada usando uma nova forma lógica, para tornar o diagnóstico mais preciso, e assim ajudar o produtor com maior eficiência. O próximo passo da equipe coordenada é estender o programa Diagnose Virtual para auxiliar pecuaristas de todo Brasil com o diagnóstico voltado para a sanidade animal. O projeto deve ser iniciado em 2009.INFORMAÇÕES: http://diagnose.cnptia.embrapa.br/

Mais conteúdo sobre:
doençaplantaembrapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.