Embrapa Monitoramento tem nova sede

Com 6 mil metros quadrados, instalações abrem espaço para pesquisas na área de agroenergia

O Estado de S.Paulo

12 de março de 2008 | 01h27

Desenvolver trabalho sobre gestão territorial da infra-estrutura da agroenergia no Brasil, em parceria com empresas do setor de etanol e biodiesel, é um dos projetos que devem ser estimulados com a renovação da sede da Embrapa Monitoramento por Satélite, uma das 41 unidades da empresa, inaugurada na semana passada, em Campinas (SP).A nova sede, com 6 mil metros quadrados, deve ampliar e melhorar a capacidade operacional da unidade.A unidade ganhou também uma biblioteca especializada e três laboratórios: de recepção de dados de satélite, de pesquisas sobre biodiversidade em áreas agrícolas e de geomática aplicada à governança territorial, que desenvolverá projetos para apoiar as políticas públicas, em colaboração com universidades dos Estados Unidos, do Canadá e instituições internacionais.As novas instalações contam ainda com locais para treinamento de bolsistas, estagiários e técnicos de outras instituições, públicas e privadas. Mais informações, telefone (0--19) 3256-6030.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.