Emergentes deviam contribuir mais contra crise -ministro alemão

Os países emergentes deveriam contribuir mais com o sistema financeiro global se querem ter um papel importante nos processos decisórios, disse neste sábado o ministro alemão de Finanças Joerg Asmussen. "O padrão para a União Européia é que, se você quer ter um papel mais relevante, deve também fazer uma contribuição maior. Não há almoço grátis", disse ele à Reuters nos corredores das reuniões de representantes do G20, na qual os países emergentes têm sido chamados a jogar um papel de maior importância. Participar mais poderia significar, entre outras coisas, fazer contribuições maiores para o Fundo Monetário Internacional, para o Banco Mundial e outros planos oficiais de desenvolvimento, disse Asmussen. (Reportagem de Krista Hughes)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.