Emirados Árabes Unidos adotam serviço militar obrigatório para os homens

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) irão introduzir o serviço militar obrigatório para homens, movimento que destaca a preocupação do país do Golfo diante do aumento da violência na região.

Reuters

19 de janeiro de 2014 | 17h12

Federação de sete emirados e população em sua maioria de expatriados, os EAU não enfrentam ameaças imediatas de vizinhos e foram poupados de ataques de militantes que afligiram outros países, como a Arábia Saudita.

Como outros estados árabes do Golfo, o aliado dos EUA tem fortes laços militares com as potências ocidentais que dizem estarem empenhadas em ajudar o país membro da Opep a impedir ou repelir qualquer ameaça.

Mas os Emirados Árabes Unidos, grande comprador de equipamento militar ocidental, têm disputa territorial com o seu vizinho Irã sobre três ilhas do Golfo controladas pela República Islâmica.

Os EAU também são cautelosos diante dos conflitos na Síria, Iraque, Israel e nos territórios palestinos.

(Reportagem de Yara Bayoumy)

Mais conteúdo sobre:
EAUSERVICOMILITAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.