Emprego após carona para o Rio

Flávio contratou Rodrigo ao final da viagem

Matheus Mans, O Estado de S.Paulo

14 Maio 2017 | 21h00

Flávio Kokis nunca pensou em dar carona para algum desconhecido. Em suas próprias palavras, é uma pessoa “quadrada”, conservadora. No entanto, achou interessante a possibilidade de dividir o carro em sua viagem de São Paulo ao Rio de Janeiro, num trajeto de mais de 430 quilômetros.

Por indicação dos amigos, entrou na plataforma de caronas BlaBlaCar. Em algumas horas, uma notificação apareceu em seu celular: o paulistano Rodrigo Vergara estava interessado na carona. Assim, no dia marcado, se encontraram e partiram rumo ao Rio.

No meio do trajeto, no entanto, a conversa passou das amenidades, como jogos de futebol e animais de estimação, para os negócios: Kokis é presidente executivo da Guide Life, uma empresa do setor financeiro, enquanto Vergara era um jornalista em busca de emprego. A combinação deu certo. Perto da Lagoa, Kokis parou o carro. Antes de Vergara descer e ir embora, ele disse: “Você está contratado. Começa na segunda-feira.”

No dia marcado, se encontraram novamente para uma nova carona rumo à São Paulo – desta vez, em definitivo. Hoje, Rodrigo é responsável pela área de comunicação da Guide Life e Flávio é um adepto da modalidade de caronas.

“O mais legal é a experiência de compartilhar seu carro com uma pessoa diferente”, contou o executivo ao Estado. “Já compartilhei meu carro com pessoal da esquerda, direita, em situação financeira diferente. Mas isso é o legal. Ter essa troca de informações e de culturas, que deixam qualquer viagem mais interessante.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.