Empresa de private equity CVC confirma venda de parte da F1

A companhia de private equity CVC Capital Partners confirmou que os investidores Waddell & Reed, Norges Bank e BlackRock pagaram 1,6 bilhão de dólares em dinheiro por 21 por cento de participação na Fórmula 1, como fontes tinham dito à Reuters nesta terça-feira.

REUTERS

22 Maio 2012 | 11h44

"Vamos trabalhar com nossos novos parceiros nos próximos anos", disse Donald Mackenzie, sócio da CVC, referindo-se ao negócio como uma grande notícia para a Fórmula 1.

A CVC, que detinha 63,4 por cento da F1, disse que continuará o acionista controlador da Fórmula 1, que planeja fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) em Cingapura no próximo mês.

(Por Keith Weir)

Mais conteúdo sobre:
F1INVESTIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.