Empresa informa que cadernos encontrados são 'sobras'

A TZAR Transporte e Armazenagem informou hoje, em nota, que as 8 toneladas de cadernos novos com logotipos da Prefeitura de São Paulo e do governo do Estado, encontrados ontem numa empresa de aparas em Barueri, na Grande São Paulo, são "sobras, avarias e rejeitos da qualidade de produção, que deveriam ter sido devolvidos". A TZAR Transporte ressaltou que a mercadoria não pertence ao governo de São Paulo, nem à Prefeitura, mas sim aos clientes que a contrataram para a montagem dos kits.A empresa ainda destacou que a mercadoria encontrada, além de avariada, não pode ser comercializada como material escolar por conter o logotipo do governo paulista e da prefeitura paulistana e, portanto, precisava ser "destruída e mandada para reciclagem". No comunicado, a TZAR informou que a apreensão do material se deu "em decorrência de desencontros de informações". A TZAR esclareceu que foi contratada por empresas privadas para a montagem de 4,8 milhões de kits em que foram manuseados cerca de 18 milhões de cadernos, entre outros itens. O serviço foi concluído em março. A empresa ainda se pôs à disposição das autoridades para o esclarecimento de qualquer dúvida.

CARINA URBANIN, Agencia Estado

20 de junho de 2008 | 19h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.