Empresários se dividem entre Alckmin e Kassab e descartam Marta

Os candidatos Gilberto Kassab (DEM) e Geraldo Alckmin (PSDB) dividem as preferências dos empresários na eleição para a prefeitura de São Paulo, apontou nesta segunda-feira uma pesquisa feita pelo grupo de líderes empresariais Lide em conjunto com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). De acordo com a sondagem, a primeira colocada nas pesquisas de intenção de voto, Marta Suplicy (PT) é praticamente uma nanica para os associados do grupo que diz representar 44 por cento do PIB privado nacional. A pesquisa aponta que 48 por cento dos empresários votariam em Alckmin e 45 por cento em Kassab, candidato à reeleição. Marta soma apenas 4 por cento das preferências, diz a sondagem Lide-FGV de Clima empresarial, que ouviu 302 presidentes de empresas nacionais e multinacionais. Apesar de se dividirem entre os dois candidatos, que disputam uma vaga para enfrentar Marta em um provável segundo turno, a ampla maioria dos empresários acredita na vitória de Kassab: 61 por cento contra 21 por cento que crêem em um triunfo de Alckmin. Dezesseis por cento deles prevêem Marta como futura prefeita de São Paulo. A perspectiva pró-Kassab entre os empresários encontra base na alta nota que eles deram para a eficiência da gestão na prefeitura conduzida pelo candidato dos Democratas, que assumiu o cargo após o tucano José Serra sair para disputar o governo do Estado há dois anos. Eles dão nota 6,3 para a administração paulistana, 6,2 para a gestão tucana no Palácio dos Bandeirantes e 4,9 ao governo federal conduzido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apontou a enquete. Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria com 2002 entrevistados de 141 municípios, divulgada nesta segunda-feira, apontou nota 7 ao governo Lula. (Reportagem de Maurício Savarese)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.