Encaixe perfeito

Aprenda a escolher a moldura - e o melhor lugar da casa - para destacar suas telas e gravuras

Nathália Mazzoni e Julia Contier,

19 de fevereiro de 2011 | 16h00

 

 

Aquela gravura incrível que você ganhou no Natal segue escondida na embalagem de presente porque você não quer cometer os erros do passado colocando-a na moldura errada? Bobagem. Escolher o envoltório ideal - tanto em termos de estética quanto de proteção da obra - ficará muito simples quando você terminar de ler as próximas páginas. Para eliminar as suas dúvidas e colher dicas certeiras, ouvimos emolduradores, galeristas, designers e arquitetos.

 

"A colocação da moldura é a finalização da obra de arte e corresponde a quase 50% do resultado estético da obra", diz Juliana Freire, sócia da galeria Emma Thomas. Mas, antes de escolher a cor, o material ou o estilo, é preciso considerar os elementos que garantem a preservação do objeto a ser emoldurado, como o papel, o fundo e até o adesivo que prende a obra à estrutura.

 

"Os bons profissionais se guiam pelos padrões internacionais de museologia", afirma Lucrécia Couso, sócia do Espaço Ophicina, especializado em emoldurar fotografias. "Em linhas gerais, é preciso utilizar materiais de ph neutro, que ajudam a prevenir manchas e o desenvolvimento de fungos." Nesse sentido, o fundo aplicado à moldura tem papel fundamental. A opção mais corriqueira é a chapa de duratex, mas os especialistas são unânimes ao recomendar o uso do foam board, material sintético que tem ação antimofo, não empena - e custa cerca de 30% mais.

 

Outro fator importante a ser considerado é o vidro, que pode receber tratamento antirreflexo ou com policarbonato, uma espécie de acrílico com filtro contra os raios uva e uvb. "Eu os indico para quadros que serão colocados em paredes onde bate sol, pois não deixam a obra desbotar", explica José Marton, designer que tem como clientes artistas, colecionadores e galeristas.

 

Mas, e a estética? "As pessoas não devem ficar presas a um estilo", diz Marton. "É possível até mesmo colocar uma moldura moderna em uma obra clássica." Aos mais conservadores, Juliana, da Emma Thomas, aconselha: "Na dúvida, é melhor apostar nos modelos mais simples, básicos e de linhas retas."

 

Veja também:

link Com que moldura eu vou?

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.