Enchentes irão reverter crescimento econômico da Bósnia em 2014

As enchentes devastadoras de maio farão com que o crescimento econômico da Bósnia encolha 1,1 por cento neste ano, em vez de crescer 2,2 por cento como previsto anteriormente, disse nesta quarta-feira uma equipe internacional que avalia os danos.

REUTERS

18 Junho 2014 | 18h27

“O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) vai dos 2,2 por cento previstos para uma queda de 1,1 por cento”, afirmou Ricardo Zapata Marti, coordenador de uma equipe composto por funcionários do governo bósnio, da União Europeia, dos Estados Unidos e do Banco Mundial.

A equipe declarou que os danos à Bósnia pelas piores chuvas nos Bálcãs em mais de um século estão na casa dos 2,7 bilhões de dólares, ou 18,5 por cento do PIB do país.

A União Europeia já realocou 40 milhões de euros dos seus fundos pré-ingresso para a Bósnia para projetos concebidos para suavizar o impacto das enchentes. O progresso da Bósnia rumo à adesão no bloco europeu foi bloqueado no ano passado por conta das desavenças políticas no país.

O relatório sobre os danos e as necessidades de recuperação servirão como base para uma conferência internacional de doadores, marcada para julho, para ajudar a Bósnia e a Sérvia, os mais atingidos pelas enchentes na região.

(Reportagem de Daria Sito-Sucic)

Mais conteúdo sobre:
BOSNIAENCHENTESIMPACTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.