Encontrada evidência de lagos de hidrocarbono em Titã

Cientistas dizem ter encontrado a primeira grande evidência da presença de lagos gigantescos de hidrocarbonos na superfície de Titã, uma das luas do planeta Saturno. O aglomerado de lagos foi avistado perto do pólo Norte da lua durante um sobrevôo realizado pela sonda Cassini, que está a 950 km de Titã.Os pesquisadores contaram pelo menos uma dúzia de lagos, com tamanhos variando de 10 km a 100 km de diâmetro. Alguns, que aparecem como manchas escuras nas imagens de radar, são conectados por canais, enquanto que outros são alimentados por tributários. Diversos estão secos, mas os que ainda contêm líquido provavelmente abrigam uma mistura de etano e metano.Titã é uma das duas luas do sistema solar onde, sabe-se, há atmosferas densas, semelhantes à que se acredita que existia na Terra primordial. Mas a origem da atmosfera de Titã, rica em nitrogênio e metano, intriga os cientistas há anos.Os pesquisadores acreditam que o metano se desfaz na atmosfera de Titã e forma nuvens de smog, que em seguida causam chuva de hidrocarbonos sobre a superfície. Mas a fonte do metano no interior da lua, que gera o gás que chega à atmosfera, ainda é desconhecida.No ano passado, Cassini havia descoberto o que aprecia ser um lago de hidrocarbonos no pólo Sul de Titã, mas o sobrevôo recente marca a primeira vez que a sonda registra uma rede de lagos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.