Encontradas garrafas com gasolina perto do Congresso

Agentes da Polícia Legislativa da Câmara encontraram nesta terça-feira, 18, nas imediações do Congresso Nacional, garrafas com líquido inflamável, pedras e martelo supostamente portados pelos manifestantes durante os protestos de ontem, 17. Milhares de pessoas realizaram um protesto na Esplanada dos Ministérios e no Congresso Nacional, que teve a cobertura ocupada. Da marquise do Parlamento - onde estão as cúpulas côncava e convexa do Senado e da Câmara -, os manifestantes gritaram palavras de ordem e entoaram o Hino Nacional.

ERICH DECAT, Agência Estado

18 Junho 2013 | 12h25

Segundo o agente da Câmara, Italo Thaiso de Lima, após os manifestantes deixarem o local, foram encontrados pelo menos um martelo, sete garrafas com gasolina ou querosene e pedras. "Esse material foi apreendido na cúpula, próximo à chapelaria e dos anexos", disse o agente ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

Segundo o diretor de coordenação de Polícia da Câmara, Geraldo Martins, até o momento não foram identificados os donos dos artefatos. "De uma forma geral não houve problemas, mas vimos que uma parte do grupo tem intenções de violência", afirmou Martins. "Não podemos impedir as manifestações, mas é lógico que preocupa porque uma garrafa com gasolina pode ser utilizada como coquetel molotov", acrescentou.

Mais conteúdo sobre:
protestosrescaldoBrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.