Enfermeira é presa por dar sedativo a 11 recém-nascidos

A técnica de enfermagem Vanessa Pedroso foi presa na madrugada de hoje em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, por ter aplicado dosagens de benzodiazepínicos (sedativos) em 11 recém-nascidos no Hospital da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). O delegado da 1ª Delegacia de Polícia, Guilherme Pacífico, disse, em entrevista coletiva, que a suspeita confessou ter aplicado, desde segunda-feira, os medicamentos nas crianças, que na hora estavam com seis e sete horas de vida. De acordo com o hospital, os bebês não correm risco de morrer. A suspeita trabalhava na instituição havia dois anos.

CARLOS ALBERTO FRUET, Agencia Estado

14 de novembro de 2009 | 14h12

"Foi encontrada uma seringa com restos do medicamento em sua pochete. Acho que apresentava transtornos mentais, alegando problemas mentais e tentativa de suicídio na família. Por isso, foi indiciada por homicídio qualificado por envenenamento", afirmou o delegado. A diretora-geral do hospital, Eleonora Walcher, disse que a ação imediata do corpo clínico do hospital foi fundamental para que os bebês não tivessem maiores problemas. "Assim que descobrimos a aplicação do remédio, um derivado da morfina, conseguimos reverter a situação. As crianças estão bem e não correm risco de morte."

Tudo o que sabemos sobre:
crimeenfermeirabebêRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.