Enredo 'Fama', da Salgueiro, gerou críticas

Segunda escola a se apresentar esta noite, o Salgueiro leva para a avenida polêmico enredo sobre a fama, com patrocínio de uma revista de celebridades. A escolha do tema mereceu críticas do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), que usou a escola como exemplo de enredo sem relevância cultural. A agremiação se defende. Alega que o patrocínio de R$ 3,5 milhões da revista Caras foi consequência da escolha do enredo, pelo carnavalesco Renato Lage.

CLARISSA THOMÉ, Agência Estado

11 Fevereiro 2013 | 20h39

A escola, que completa 60 anos, terá o carro Photoshopping, uma espécie de mercado onde é possível comprar a forma perfeita - bocas, narizes e caras estarão "à venda". Haverá ainda uma "máquina lipoaspiradora". A alegoria lembra que o corpo bonito é o primeiro passo para conquistar 15 minutos de fama. A Ilha de Caras também será retratada - ganhou o nome de Pleasure Island.

O Salgueiro também homenageará seus famosos. Um dos destaques vai incorporar Mestre Louro, que esteve à frente da bateria da escola entre 1972 e 2003, e morreu em 2008, em decorrência de complicações de câncer de estômago.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.