'Enterro' da Educação marca Dia do Professor em GO

O enterro simbólico da política municipal para a Educação marcou nesta terça-feira, 15, o Dia do Professor em Goiânia. O ato transcorreu dentro do plenário da Câmara Municipal , ocupada por centenas de professores e funcionários administrativos da rede municipal de Ensino que invadiram a sessão no dia 8.

AE, Agência Estado

15 Outubro 2013 | 16h37

A categoria está em greve há 21 dias. Pela primeira vez desde a deflagração da greve, no início da manhã desta terça-feira, o prefeito Paulo Garcia (PT) sentou-se para negociar com os manifestantes. Garcia não reconhecia o movimento porque é uma dissidência do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintego), ligado à secretária municipal de Educação, Neyde Aparecida. Alguns pontos de pauta ficaram pendentes e, por isso, até a tarde não estava claro ainda se a paralisação e a desocupação da Câmara aconteceriam.

Mais conteúdo sobre:
Protestos professores Goiânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.