Entre pititingas, chouriças e jilós brancos

Em Santo Amaro da Purificação, a 72 quilômetros de Salvador, só não há feira aos domingos. Nos outros dias é possível se perder na rua de calçamento desigual, cercada de barracas dos dois lados. Porém, para ver o mercado fervilhante de produtos e compradores, sábado e segunda-feira são os dias mais recomendados. Na segunda-feira passada havia camarões secos, pequenos e médios. Um caranguejo arisco surgiu no meio-fio e foi parar na bacia de pequenos mariscos vendidos vivos chamados mapés. O jiló branco, rotundo, é maior que seu irmão mais famoso, com quem só se parece no gosto. O limão francês tem formato de laranja e casca rugosa, parece uma mistura de limão cravo com siciliano. Um primor.Veja tambémNa Bahia, sem acarajéPixé e furrundu são aúfa de bão!As bancas de peixe seco e salgado também estavam concorridas. Tinham bagre e miroró, mas o grande astro ali era mesmo o pititinga, um peixinho miúdo e comprido, muito popular no preparo de um aperitivo empanado e frito. As carnes de fumeiro (defumadas) são o orgulho local. De fato, a banca Renato do Charque (tel: 75 8181-1602) tem motivos para se orgulhar: o lombinho e a chouriça (linguiça) são muito saborosos.Farinha tem de sobra para harmonizar com o charque. O assunto é levado a sério: há um pavilhão inteiro dedicado a ela. Um passeio por ali esclarece o que o baiano quer dizer quando fala que uma farinha é "quente" e a outra é "fria". A farinha boa e fresca é crocante e "esquenta" a boca. A "fria" não produz o mesmo efeito, perdeu toda a graça, pois absorveu umidade demais.Embora já não vá à feira como costumava fazer há alguns anos, a cidadã mais famosa de Santo Amaro da Purificação, d. Canô, mãe de Caetano Veloso, indica os vendedores e as barracas onde se deve comprar a farinha e a carne que chegam a sua casa – cujas portas, aliás, estão sempre abertas. Centenária, ela recebe quem quiser visitá-la e ensina de bom grado o que fazer para aquela receita de maniçoba dar certo.

Cínti Bertolino,

03 de setembro de 2009 | 12h37

Tudo o que sabemos sobre:
PaladarBahia Gourmet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.