ENTREVISTA-Williams pode alcançar a Red Bull, diz Massa

Felipe Massa acredita que contornou uma curva ao conseguir o primeiro pódio da temporada no Grande Prêmio da Itália, e está otimista que a equipe Williams pode alcançar a Red Bull no Mundial de Construtores da Fórmula 1.

PATRICK JOHNSTON, REUTERS

17 Setembro 2014 | 10h25

Massa, que foi contratado pela Williams no início da temporada após oito anos na Ferrari, terminou em terceiro lugar em Monza, corrida na casa de sua ex-equipe, ajudando sua nova escuderia a superar a Ferrari na classificação do campeonato.

A Williams está em terceiro lugar entre as equipes, com 177 pontos, 15 pontos à frente da Ferrari e 95 atrás da Red Bull, com seis corridas faltando para o encerramento da temporada. A próxima prova será em Cingapura, no domingo, disputada à noite no circuito de rua de Marina Bay.

A Mercedes está bem à frente na classificação, mas Massa está otimista em aumentar seus atuais 55 pontos e, com a ajuda do companheiro de equipe Valtteri Bottas, continuar a somar pontos para a Williams, que na temporada passada fez apenas cinco.

"Estamos planejando reduzir a diferença a cada corrida... para chegar na Red Bull que está um pouco longe, mas nunca se sabe", disse Massa à Reuters nesta quarta-feira.

"Tudo pode mudar muito rápido na Fórmula 1 em duas ou três corridas. A situação é diferente. Talvez a gente tenha a oportunidade de lutar pelo segundo lugar", afirmou.

"Acho que o trabalho que estamos fazendo este ano está indo muito bem. Mas ainda há muito a melhorar na segunda parte da temporada e também no ano que vem", acrescentou.

O circuito de rua em Cingapura, um dos mais travados e exigentes do calendário, será um dos mais difíceis do ano para Massa e a Williams.

A equipe terá algumas novidades no carro para a prova do fim de semana, mas Massa reconheceu que Monza, um circuito de velocidade alta, era melhor para a Williams.

"Monza foi uma corrida fantástica para a gente. Conseguimos terminar no pódio, o que foi ótimo", disse Massa sobre a corrida de 10 dias atrás.

"Ficamos em terceiro e quarto. Conseguimos passar a Ferrari no campeonato de Construtores e subimos para o terceiro lugar, acho que foi uma corrida muito importante para nós", afirmou.

"Foi fantástico voltar ao pódio. Espero que a gente possa continuar voltando ao pódio na maioria das corridas. Acho que essa (Cingapura) sempre é uma corrida difícil, uma pista diferente. Não é a melhor pista para nós. Realmente espero que a gente possa lutar de novo pelo pódio", acrescentou.

Mais conteúdo sobre:
F1WILLIAMSMASSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.