Enxaqueca com aura é ligada a enfarte e AVC

Mulheres que sofrem de enxaqueca com aura - quando a dor de cabeça é acompanhada de distúrbios visuais, como luzes piscando, manchas brilhantes, visão borrada ou manchas cegas - podem correr um risco maior de sofrer ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC), segundo pesquisadores.

BOSTON, O Estado de S.Paulo

17 Janeiro 2013 | 02h04

O estudo, feito com 27.860 mulheres durante 15 anos, mostrou que a enxaqueca com aura era o segundo problema a contribuir individualmente com o perigo de um ataque cardíaco ou derrame, perdendo apenas para a pressão alta, afirmou Tobias Kurth, professor de epidemiologia de Harvard e líder da pesquisa publicada ontem pela Academia Americana de Neurologia. Um outro estudo mostrou que mulheres que sofrem de enxaquecas com aura e usam pílulas contraceptivas mais recentes podem correr um risco maior de formar coágulos sanguíneos.

Cerca de 30 milhões de americanos sofrem de enxaqueca e 20% dessas pessoas a têm em conjunto com a aura, vendo luzes piscando ou pontos cegos de meia hora a 10 minutos antes da dor de cabeça, segundo autoridades de saúde do país.

Os cientistas ainda não entendem como a enxaqueca com aura pode contribuir para enfartes e derrames, disse Kurth. Segundo ele, a descoberta mostra que aqueles que sofrem de enxaqueca com aura devem fazer mudanças em seu estilo de vida para correr menos riscos: parar de fumar, não engordar, fazer exercícios e reduzir a pressão arterial.

O estudo que relacionou anticoncepcionais a coágulos foi feito com 145 mil mulheres. Segundo o pesquisador Shivang Joshi, neurologista e professor em Harvard, mais estudos são necessários para entender a relação. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.