Enxurrada mata estudante em cidade do RS

A enxurrada do final da tarde de ontem matou um estudante, deixou uma jovem desaparecida e destruiu pontes, aviários e lavouras no Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul. Um grande volume de chuva, de 200 milímetros em pouco mais de duas horas, caiu sobre quase todo o território de Santa Maria do Herval e em zonas rurais de Morro Reuter, Dois Irmãos e Sapiranga. Os relatos da destruição em áreas isoladas só chegaram hoje às autoridades.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

21 de fevereiro de 2011 | 19h30

A maior tragédia ocorreu no Sítio da Família Lima, uma reserva natural particular com cinco cachoeiras e diversas áreas de lazer à margem do Arroio Feitoria, entre Dois Irmãos e Sapiranga. Sete jovens de Caxias do Sul que passeavam pelo local foram surpreendidos pelo transbordamento repentino e levados pela água. Cinco foram resgatados durante a noite. Dois desapareceram. O corpo de Breitner Bender, de 21 anos, foi encontrado por agricultores durante a tarde de hoje. No início da noite, as equipes de resgate dos bombeiros ainda procuravam por Cristiana Reis, de 20 anos.

Em Santa Maria do Herval, a prefeitura adiou o início das aulas, previsto para hoje, por uma semana, emitiu notificação prévia de desastre e vai decretar situação de emergência. O município de 6 mil habitantes sofreu prejuízos financeiros estimados em R$ 5 milhões, provocadas pela perda de 60 mil frangos que estavam em quatro aviários inundados e destruição de lavouras de milho e feijão. Além disso, terá de restaurar estradas e cinco pontes levadas pelas águas.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasmorteenxurradaRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.