Escola libera alunos após manifestações no Brás

Os alunos do turno da manhã da Escola Técnica Estadual Carlos de Campos (Etec) foram liberados mais cedo hoje pela manhã por causa das manifestações de camelôs na região do Brás.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

26 Outubro 2011 | 11h21

Segundo a diretora acadêmica da escola, Eliane Leite, a turma de estudantes que sairia às 11h40, a maioria crianças, foi liberada às 9h45 por motivo de segurança.

Na hora em que os alunos deixavam a escola a fumaça de uma bomba de gás lacrimogêneo usada pelos policiais atingiu a região da escola, na rua Monsenhor de Andrade. Um dos alunos passou mal devido à fumaça e houve muita correria. Ninguém ficou ferido, segundo a diretora.

Ainda de acordo com a diretora, a frequência dos alunos durante o dia de ontem foi muito baixa em razão dos protestos que aconteceram na madrugada de ontem. As aulas do período da tarde e da noite de hoje poderão ser suspensas. Outra alternativa que está sendo considerada é a antecipação da saída dos alunos, caso os tumultos continuem durante à tarde e possam pôr em risco os funcionários e os alunos da escola, de acordo com a diretora.

Mais conteúdo sobre:
Brásambulantesalunos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.