Espécie de Lucy era bípede e vivia em terra

Pesquisadores americanos que estudaram os fósseis de espécimes de Australopithecus afarensis - cuja representante mais famosa foi batizada de Lucy - descobertos na Etiópia sugerem que esses hominídeos tinham pés similares aos dos humanos modernos, eram bípedes e viviam em terra e não nas árvores. A descoberta foi feita a partir de um novo osso do metatarso que não constava dos fósseis pertencentes a Lucy.

, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.