Esquema policial inibe reação de madeireiros no Pará

A madeira armazenada em quatro grandes serrarias de Tailândia, no leste do Pará, começou a ser retirada na manhã de hoje e transportada em caminhões e balsas até Marituba, município da região metropolitana da capital paraense, num percurso de 240 km. A operação, feita por agentes da Secretaria de Meio Ambiente do Pará (Sema), não encontrou nenhuma resistência dos madeireiros e empregados de serrarias, porque tropa da Polícia Militar, com 450 homens, está na cidade, abrindo caminho para a chegada amanhã de outros 157 homens da Força Nacional. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Luiz Cláudio Ruffeil, disse ao Estado que a cidade está calma e sem qualquer tumulto pelas ruas. A chegada de surpresa da tropa, para reforçar outros 120 policiais militares que lá se encontravam, inibiu qualquer tentativa de reação. O sindicato dos madeireiros do município decidiu pela manhã que irá brigar na justiça para ter a madeira de volta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.