Estação espacial inflável parte em foguete russo

Um foguete russo, lançado nesta quarta-feira, carrega o protótipo de uma estação espacial inflável, projeto de um empresário americano que espera, um dia, operar hotéis em órbita. O foguete com o protótipo Gênesis I partiu dos Montes Urais às 11h53 desta manhã (horário de Brasília). O veículo de lançamento é um antigo míssil dos tempos da Guerra Fria, convertido para uso civil. O Gênesis I atingiu órbita a 515 km de altitude minutos após o lançamento, o primeiro da Bigelow Aerospace, empresa fundada pelo empresário de Las Vegas Robert Bigelow, que é proprietário de uma rede de hotéis. Bigelow espera conseguir ter uma estação espacial particular em órbita até 2015, feita de vários módulos como o Gênesis I, conectados entre si.O empresário já investiu US$ 500 milhões no projeto, e disse que sua estação poderá ser usada como hotel, escola ou laboratório.O objetivo desta missão é ver como a tecnologia inflável funciona na prática. lançamentos futuros deverão testar procedimentos de atracagem. O módulo Gênesis I, com o formato de uma melancia, é um protótipo com 30% do tamanho da estação que Bigelow pretende construir. Espera-se que o módulo sobreviva em órbita por, pelo menos, cinco anos. Como se trata de uma missão experimental, o empresário diz que "não ficarei nem um pouco surpreso" de houver algum tipo de falha.A Bigelow Aerospace pretende lançar o módulo Gênesis II dentro de alguns meses. Essa missão levará lembranças da Terra, que podem ser incluídas ao preço de US$ 295 a peça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.