Estação transmite 70% dos programas da rede pública

TV Brasil, que substituiu a Cultura na distribuição de conteúdos gratuitos, opera em SP, RJ, MA e DF

, O Estadao de S.Paulo

08 Março 2010 | 00h00

RIO

Mais de 70% da programação transmitida pelas televisões públicas estaduais brasileiras já é gerada pela TV Brasil. No mês passado, segundo levantamento da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em média, 71,65% dos programas da rede pública saíram da instituição, com duas exceções relevantes: São Paulo e Rio Grande do Sul. Os dois Estados, governados pelo PSDB, apresentaram 0% de retransmissão. A presidente da EBC, Tereza Cruvinel, porém, não vê problema partidário e lembra que a filiação tucana não impediu parcerias com Alagoas, governada por Teotônio Vilela Filho (95,35% de retransmissão), e Minas Gerais, por Aécio Neves (49,40%). A oposição acusa a TV Brasil de fazer propaganda do governo.

Em dezembro de 2007, quando a EBC nasceu, mais de 60% da programação das TVs públicas era produzida pela TV Cultura, estatal de São Paulo. A ascensão da TV Brasil, que no início transmitia apenas 37,18% da programação pública, segundo a EBC, foi reforçada pela decisão da estatal paulista, anunciada em junho de 2009, de não mais fornecer conteúdo gratuito para outras televisões. A TV Brasil, que na ocasião já distribuía 55,44% da programação, deu um salto: no mês seguinte, tinha 64,60%. Para reforçar o seu papel, licenciou (pagou por) cinco programas da Cultura - Roda Viva, Viola, Minha Viola, Cocoricó, Rá-Tim-Bum e Vila Sésamo - e passou a distribuí-los, de graça, para as demais públicas. O peso deles na grade, entretanto, é pequeno, afirma Tereza.

Com a mudança, a EBC, de certa forma, assumiu o papel que, no projeto de comunicação pública gestado nos anos 60 e 70, era reservado à TV Educativa do Rio de Janeiro, que seria uma espécie de cabeça da rede de emissoras estaduais.

Com o fracasso da TVE carioca e o sucesso da Cultura, a emissora paulista ocupou o espaço de principal fornecedora de programação para as demais. A decisão da TV de São Paulo, que ajudou a reverter esse processo, foi anunciada na Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (Abepec).

ALCANCE

Atualmente, a TV Brasil opera diretamente em quatro unidades da Federação: São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão e Distrito Federal. E tem parceria com 19 emissoras estaduais, em uma rede com pelo menos 10 horas diárias de transmissão simultânea. Alguns programas são produzidos pelas emissoras locais e retransmitidos pela TV Brasil.

"Nosso sistema está mais para o PBS (Public Broadcasting System) americano que para a BBC britânica", analisa Tereza. "Nos Estados Unidos, são quatro transmissoras nacionais e cerca de 300 emissoras locais, espalhadas pelo país, que, juntas, formam a PBS." Já a BBC, lembra ela, é uma rede própria, hegemônica, vertical. W.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.