Estado de saúde de Schumacher permanece grave, diz hospital

O estado de saúde de Michael Schumacher é estável, mas permanece grave, oito dias após o alemão ter sofrido lesões no cérebro em consequência de um acidente de esqui na França.

Reuters

06 de janeiro de 2014 | 15h48

"O estado clínico de Michael Schumacher é estável, à medida que ele permanece sob tratamento e cuidados permanentes", disse o hospital em Grenoble onde o ex-piloto está internado em boletim médico nesta segunda-feira.

"Entretanto, a equipe médica responsável reforça que continua a considerar a situação dele como grave".

O heptacampeão mundial de F1 bateu a cabeça em uma rocha quando esquiava fora da pista, em 27 de dezembro.

Schumacher está em coma induzido desde então e já foi submetido a duas cirurgias.

O alemão, que completou 45 anos na sexta-feira, é o piloto de maior sucesso na história da Fórmula 1, com o recorde de 91 vitórias.

(Reportagem de Gregory Blachier)

Mais conteúdo sobre:
F1SCHUMACHERGRAVE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.