Estado Islâmico já controla um terço de cidade síria sitiada, diz entidade

Os combatentes do Estado Islâmico se apoderaram de mais de um terço da cidade fronteiriça síria de Kobani, apesar de ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos contra suas bases dentro e no entorno da área, majoritariamente curda, afirmou nesta quinta-feira um grupo de monitoramento do conflito.

DAREN BUTLER E OLIVER HOLMES, REUTERS

09 de outubro de 2014 | 07h21

O comandante dos grupos da defesa curda em Kobani, Esmat al-Sheikh, que estão em desvantagem em armamento, disse que o Estado islâmico controla uma área um pouco menor. No entanto, ele reconheceu que os militantes obtiveram importantes ganhos depois de uma batalha de três semanas pelo controle da cidade, a qual também desencadeou os piores confrontos de rua em anos entre a polícia e manifestantes curdos do outro lado da fronteira, na Turquia.

O grupo de monitoramento Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que o Estado Islâmico - ainda amplamente conhecido por sua antiga sigla, EIIL - avançou nesta quinta-feira.

"O EIIL controla mais de um terço de Kobani. Todas as áreas do leste, uma pequena parte do nordeste e uma área no sudeste", disse o dirigente do Observatório, Rami Abdulrahman.

Mais conteúdo sobre:
SIRIAESTADOISLAMICOAVANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.