'Estado' vence em 2 categorias do Prêmio Esso

Fotografia de Wilton Júnior e reportagem de Fausto Macedo e Felipe Recondo conquistaram a importante premiação jornalística

RIO , O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2012 | 02h02

Três jornalistas do Estado foram premiados nas categorias Fotografia e Regional Sudeste do Prêmio Esso de 2012, considerada a mais importante premiação de jornalismo do País.

O repórter-fotográfico Wilton Júnior, de 38 anos, venceu na categoria Fotografia com Touché, que retrata a presidente Dilma Rousseff durante cerimônia na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ). Publicada em agosto de 2011, a imagem flagra um momento em que Dilma se inclina para cumprimentar os militares e parece ser perfurada por uma espada.

A foto foi tirada durante um momento delicado do governo, quando havia um conflito entre o PT e seu principal aliado, o PMDB. "Buscava uma foto que sintetizasse o momento difícil que a presidente vivia. Tentei fazer a foto de mais perto, mas o resultado não ficou tão bom. Então, optei pela imagem mais distante", diz Júnior, que está no Estado desde 2001 e tem 20 anos de carreira.

A imagem já havia rendido ao repórter-fotográfico o Prêmio Internacional de Jornalismo Rei de Espanha na categoria Fotografia, concedido em janeiro pela Agência EFE e pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento.

Já os repórteres Fausto Macedo e Felipe Recondo foram premiados pelo trabalho A farra salarial no Judiciário, que revelou o pagamento de contracheques milionários dos tribunais de Justiça de São Paulo e do Rio de Janeiro. O Estado mostrou em uma série de reportagens que no TJ-SP um desembargador, Vallim Bellocchi, que presidiu a corte por dois anos, recebeu R$ 1,44 milhão em sua própria gestão. Outro ex-presidente, Vianna Santos, recebeu R$ 1,26 milhão, também em sua administração.

Os repórteres tornaram pública a folha de subsídios do TJ-RJ, em que desembargadores e juízes, mesmo aqueles que acabaram de ingressar na carreira, chegam a ganhar mensalmente de R$ 40 mil a R$ 150 mil.

Ao todo, o Prêmio Esso avaliou 1.302 trabalhos e selecionou 70 finalistas. O Estado teve 6 trabalhos escolhidos. A solenidade de premiação está marcada para 4 de dezembro, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.