Estilista Clô Orozco é encontrada morta em Higienópolis

A estilista Clô Orozco, de 60 anos, foi encontrada morta na manhã desta quinta-feira em frente ao seu prédio, em Higienópolis, no centro de São Paulo. Clô sofreu uma queda de seu apartamento, que fica no 6º andar do edifício localizado na rua Rio de Janeiro, nº 160.

BARBARA FERREIRA SANTOS, DE O ESTADO DE S. PAULO, Agência Estado

28 de março de 2013 | 14h44

De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, a corporação foi acionada às 7h58 e uma moto foi enviada ao local. A estilista foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e faleceu logo após a queda. Segundo assessoria da Secretaria Municipal de Saúde, o resgate foi acionado às 8h07 e chegou dois minutos depois.

Polícia Militar, Secretaria de Segurança Pública, Corpo de Bombeiros e Samu não têm informações sobre os motivos da queda.

O caso foi registrado no 4º Distrito Policial, em Higienópolis. O delegado Dimitrius Coelho Baptista foi ao prédio da estilista investigar as causas da morte. O delegado assistente, Luciano Pires Filho, informou que a hipótese mais provável é de suicídio. "Ela se projetou da janela do 6º andar", afirmou.

Clotilde Maria Orozco de García, conhecida como Clô, é um nome de destaque na moda brasileira. Dona das marcas Huis Clos e Maria Garcia, ela enfrentava problemas financeiros em suas empresas e não desfilou suas coleções nas últimas semanas de moda. Criada em 1977, a Huis Clos conta com aproximadamente 200 funcionários e ocupa uma fábrica no bairro da Barra Funda, em São Paulo, com 3.300m².

Por meio de comunicado, a assessoria de imprensa da empresa confirmou o falecimento da estilista, mas disse não ter mais detalhes sobre o que aconteceu. " É com grande pesar que comunicamos o falecimento da estilista Clô Orozco na manhã desta quinta-feira, dia 28 de março. Neste momento, é inapropriado falar sobre as causas, pois ainda não temos maiores detalhes. Dividimos este sentimento com a família da estilista e todos que admiravam seu trabalho. Uma perda irreparável. Há mais de 35 anos no mercado, Clô Orozco esteve à frente do grupo Huis Clos, onde seu talento consagrou um estilo único na moda nacional."

Tudo o que sabemos sobre:
estilistamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.