Estimulação elétrica do cérebro melhora memória

Cientistas resolveram testar a hipótese de que o sono auxilia o cérebro no processo de consolidação de memórias, de modo que certas tarefas, aprendidas pouco antes de dormir, são melhor lembradas.Jan Born e colegas, do Departamento de Neuroendocrinologia da Universidade de Lübeck, aplicaram pequenas correntes elétricas ao cérebro de voluntários enquanto eles dormiam e não estavam na fase de movimentos oculares rápidos. O resultado foi surpreendente, com um ganho de, em média, 8% em teste feito pelos pesquisadores. Os exames envolveram a memorização de palavras e significados. O estudo foi publicado no domingo, na edição online da revista Nature. Os voluntários receberam cada um cinco aplicações de correntes elétricas de 0,75 Hz em um período de meia hora. Segundo os pesquisadores, as correntes representaram um potencial de oscilação semelhante ao verificado, naturalmente, durante a mesma fase do sono. A aplicação das pequenas correntes elétricas ?durante a fase inicial, e sem movimentos oculares rápidos, ou seja, período de sono de ondas lentas, aumenta a retenção de memórias declarativas em humanos saudáveis?, escreveram os autores no artigo. Quando se alterou a freqüência da corrente ou a fase do sono na qual se deu a aplicação, a melhoria na consolidação das novas memórias não foi observada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.