Maira Vieira/ESTADÃO
Maira Vieira/ESTADÃO

Estoque de crédito recua 0,5% em fevereiro

Atividade fraca da economia ocasionou a queda no mês, movimento considerado 'incomum' pelo Banco Central

Célia Froufe e Bernardo Caram, O Estado de S.Paulo

29 Março 2016 | 12h32

BRASÍLIA - O estoque de operações de crédito do sistema financeiro caiu 0,5% em fevereiro ante janeiro e chegou a R$ 3,184 trilhões, informou o Banco Central. Em fevereiro de 2015, o estoque de operações de financiamento estava em R$ 3,024 trilhões. Em 12 meses, houve uma alta de 5,3% e, no primeiro bimestre deste ano, um recuo de 1,1%.

Houve redução de 0,9% para pessoas jurídicas e alta de 0,1% para o consumidor em fevereiro em relação a janeiro. Em 12 meses, há uma alta de 4,5% para as empresas e de 6,2% para a pessoa física. 

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, destacou a "incomum" interrupção do crescimento do estoque de crédito em fevereiro. As outras vezes em que houve uma baixa nesse mês, de acordo com Maciel, foi em fevereiro de 2009 e de 2000. Ele lembrou que a tendência de queda é comum em janeiro, mas que, no segundo mês do ano, geralmente já há retomada. 

"Com a atividade mais fraca no início do ano, isso é comum, mas foi visto principalmente no crédito livre, que tem mais influência do ciclo de atividade", afirmou. Segundo o técnico, o principal fator desse comportamento, segundo ele, é a retração do Produto Interno Bruto (PIB). Pesam também sobre o indicador, conforme o chefe de departamento, a sazonalidade, que foi "bem presente" neste início do ano e também, de forma mais modesta, a apreciação do câmbio. 

No crédito livre, houve baixa de 0,3% para pessoas físicas no mês, de 0,5% no primeiro bimestre e registrou uma alta de 2,8% no acumulado de 12 meses.

O BC informou ainda que o total de operações de crédito em relação ao PIB passou de 54% em janeiro para 53,6% no mês passado. Em fevereiro de 2015, estava em 52,9%.  

Veículos. O estoque de operações de crédito livre para compra de veículos por pessoa física recuou 1,6% de janeiro para fevereiro. Com isso, o total de recursos para aquisição de automóveis por esse grupo de clientes ficou em R$ 157,345 bilhões no mês passado. No acumulado de 12 meses até o mês passado, a queda nesse tipo de crédito é de 13,5% e, no bimestre, de 2,3%.

Imóvel. As operações de crédito direcionado para habitação no segmento pessoa física cresceram 0,5% em fevereiro ante janeiro, totalizando R$ 504,931 bilhões. No acumulado em 12 meses, houve crescimento de 13,5%.

 

Mais conteúdo sobre:
Banco Central Maciel Pib

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.