Estrada de Ferro Carajás volta a circular no PA e MA

A Vale informou no início da noite de hoje que os trens da Estrada de Ferro Carajás (EFC), que liga a principal mina da companhia ao porto em São Luiz do Maranhão, voltaram a circular. A ferrovia estava interditada desde dia 4 de maio devido às fortes chuvas que castigam o norte e nordeste do Brasil. Com isso, a partir de amanhã, o trem de passageiros parte de Parauapebas (PA), às 6h, em direção a São Luís. A previsão de chegada na capital maranhense é às 22h.

DANIELE CARVALHO, Agencia Estado

11 de maio de 2009 | 19h17

A liberação do trecho alagado teve início ontem, quando o nível da água sobre o trilho baixou para 9 centímetros, possibilitando a passagem dos trens de carga. O tráfego foi feito em regime especial, com os trens circulando com velocidade de 5 quilômetros por hora e com acompanhamento das equipes de operação e manutenção durante todo o tempo.

De acordo com a empresa, a liberação do trecho só foi possível depois que a equipe de engenharia da Vale construiu dois diques de 850 metros cada um, ao lado dos trilhos, formando um muro. Em seguida, bombas de sucção começaram a retirar a água que cobria os linha férrea. O trabalho envolveu cerca de 500 homens, trabalhando ininterruptamente. Para a construção dos diques foram usados 56 mil sacos de areia.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasEstrada de Ferro CarajásPAMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.